Screen Shot 2019-07-05 at 6.10.02 PM.png
Quem foi Antonio Meucci?
O inventor italiano

Antonio Meucci foi um prolífico inventor, engenheiro e químico prático italiano, mais conhecido por desenvolver uma forma de aparelho de comunicação por voz em 1857. Há muito tempo ele tem defensores que argumentam que ele deve ser o responsável pela invenção do telefone.  

 

Antonio Meucci nasceu de Amatis Joseph Meucci e Mary Sunday Louis Pepi na quarta-feira, 13 de abril de 1808 em Florença, Itália. Frequentou a Accademia di Bell 'Arte (Academia de Belas Artes) em Florença, onde estudou engenharia química e mecânica, e eletricidade em particular. Esses assuntos lançaram a base para seu futuro como inventor.

 

Em 1833, Meucci procurou um local de trabalho que não fosse opressor e fosse fonte de novas ideias, então ele começou a olhar para o teatro. Ele conseguiu um emprego bem remunerado no Teatro della Pergola Opera House em

Florence como técnica de palco, auxiliando Artemio Canovetti. Foi neste teatro que conheceu a figurinista Ester Mochi, que mais tarde se casou em 7 de agosto de 1834 na igreja de Santa Maria Novella em Florença.

Havana, Cuba  

 

Em outubro de 1835, Meucci e sua esposa deixaram Florença, para nunca mais voltar. Eles emigraram para Havana Cuba. Antonio tornou-se o engenheiro-chefe do Great Tacón Theatre e Ester tornou-se o Diretor de Trajes.  

 

A família Meucci fez de Havana sua casa. Antonio seguiu numerosas linhas experimentais de pesquisa desenvolvendo um novo método para galvanoplastia de metais. Esta nova arte foi aplicada a todo tipo de equipamento militar cubano, resultando em Meucci ganhando fama e reconhecimento como pesquisador científico e desenvolvedor de novas tecnologias. Durante sua estada em Havana, Meucci inventou um sistema de purificação de água para uso na Ópera de Tacón para fins de beber e para um sistema de fonte.

 

A decisão de se mudar para Havana foi realmente boa. Romântica jovem e sonhadora, Meucci achava bastante a beleza do teatro

fascinante e inspirador. A aceitação genuína e o reconhecimento amoroso acrescentaram alegria à vida do jovem casal.

 

Meucci era fascinado pelas condições fisiológicas e suas respostas elétricas e começou a estudar a "eletromedicina", popularmente praticada na Europa e nas Américas. Por meio da experimentação, ele desenvolveu um método de usar impulsos elétricos curtos para tratar a dor com o objetivo de curar doenças por completo.

 

Uma revelação surpreendente foi feita quando um homem com enxaqueca procurou Meucci e sua tecnologia. O tratamento começou quando Meucci colocou um pequeno eletrodo de cobre em sua boca e na do homem, enviando uma leve corrente estimulante para o paciente. Meucci sentiu o grito de surpresa do homem na própria boca, descobrindo o que viria a ser conhecido

como o efeito "eletrofônico", ou o fenômeno mais tarde conhecido como "fisiofonia". O homem agradeceu e saiu aliviado

que sua enxaqueca havia passado.  

 

Meucci verificou o fenômeno fisiofônico repetidamente. Ao experimentar o efeito agora famoso, os visitantes ficaram maravilhados. Com base nessa descoberta, foi em Havana que Meucci concebeu o primeiro sistema telefônico em 1849, quando Alexander Graham Bell tinha apenas 2 anos de idade.

 

Staten Island, NY - EUA

 

Quando o “Novo Mundo” finalmente abriu suas portas aos imigrantes europeus, não havia certezas para quem veio trabalhar e viver. Famílias estabelecidas e burocratas desprezados e foram tão ameaçados por esses "estrangeiros", que criaram uma legislação com o propósito de limitar seus movimentos ascendentes, criando um estrato econômico de "classe média" que permanece em vigor até hoje.  

 

Em 1850, Meucci e sua esposa deixaram Havana para imigrar para os Estados Unidos, estabelecendo-se na área de Rosebank em Staten Island, Nova York, onde viveriam pelo resto de suas vidas. Meucci desenvolveu uma fórmula para

velas sem fumaça e abriu uma pequena fábrica para sua produção em sua propriedade. Essas velas sem fumaça eram procuradas por vizinhos, igrejas e armazéns gerais, gerando-lhe uma renda moderada com a qual poderia sobreviver.

 

A essa altura, Ester estava completamente incapacitada de artrite e confinada ao quarto do andar de cima. Meucci instalou um pequeno sistema teletrofônico, conectando o quarto de Ester à sua pequena fábrica, para que pudesse falar com ela durante todo o dia. Foi aqui em Rosebank, Staten Island, que ele desenvolveu e aprimorou seu teletrofono.  

 

De vez em quando, Meucci e Ester aceitavam hóspedes internos para ter o mínimo de luxos. Quando Giuseppe Garibaldi, mais tarde conhecido como o "Herói de Dois Mundos", foi exilado da Itália, ele veio para ficar com a família Meucci. Meucci e Garibaldi desenvolveram uma amizade e caminhavam, caçavam e pescavam no interior de Staten Island. Ele e Garibaldi fabricavam velas e outros produtos, sustentando-se e as necessidades dos outros.  

 

O primeiro telefone eletromagnético

 

Meucci explorou metodicamente diferentes meios de transmissão da fala por meio de correntes elétricas vibrantes. De 1850 a 1862, ele desenvolveu mais de 30 modelos diferentes, com doze variações distintas. Seus primeiros modelos utilizaram o princípio de loop vibratório descoberto em Havana.  

 

Mais tarde, os cones de papel foram substituídos por cilindros de estanho para aumentar o anel ressonante. Ele fez experiências com membranas finas, colocadas em vibração pelo contato com a tira de cobre vibrante em um modelo semelhante ao telefone como o conhecemos.

 

Seus teletrofoni estavam agora totalmente formados, portáteis, dispositivos em forma de taça. Meucci manteve diagramas, cadernos e modelos comprovando o sucesso

de seus projetos. Em 1858, um esboço foi feito pelo pintor Nestore Corradi ilustrando a comunicação à distância, comumente conhecida como

"Desenho de Corradi."

 

Foi a falta de financiamento que impediu Meucci de fazer grandes demonstrações de seu sistema revolucionário. Além disso, os preconceitos associados à sua nacionalidade impediram os financiadores de Nova York de

sabendo de seus desenvolvimentos, ele pediu ajuda aos seus próprios compatriotas.

 

Meucci começou a buscar financiamento na Itália junto a financistas italianos. Em 1861, Meucci realizou uma demonstração à distância com um famoso cantor de ópera italiano, que atraiu considerável atenção e foi publicada no L'Eco d'Italia, um jornal italiano da cidade de Nova York. Infelizmente, a distração das guerras do Risorgimento tornou quase impossível atrair os investimentos que ele esperava.

 

Falência

 

1861, Meucci foi levado à pobreza por julgamentos realizados contra ele por colecionadores fraudulentos, resultando no leilão de sua casa de campo em Staten Island. O comprador permitiu que os Meucci vivessem na cabana sem pagar aluguel, mas as finanças privadas dos Meucci diminuíram de modo que logo eles tiveram que viver com fundos públicos e dependendo de amigos.

 

Em julho de 1871, enquanto viajava de Manhattan para Staten Island, Meucci quase morreu quando a máquina a vapor da balsa Westfield explodiu, deixando-o gravemente queimado. Meucci adoeceu em uma cama de hospital por meses. Seu estado financeiro e de saúde era tão ruim que sua esposa Ester vendeu seus modelos originais de teletrofono a um revendedor de segunda mão por seis dólares para arrecadar dinheiro para suas despesas.  

The Telettrofono Company and Caveat

Enquanto se recuperava de ferimentos, Meucci fechou um acordo com Angelo Zilio Grandi (Secretário do Consulado Italiano em Nova York, Angelo Antonio Tremeschin (empresário) e Sereno GP Breguglia Tremeschin (empresário), formando a Telettrofono Company. O acordo foi autenticado por Angelo Bertolino, Tabelião Público de Nova York em 12 de dezembro de 1871.  

 

Meucci foi avisado para não trazer nada para o mercado industrial americano sem antes se proteger por meios legais, o que significava que precisava de uma patente ao custo de duzentos e cinquenta dólares. Como não podia pagar pela patente, ele resolveu a questão obtendo uma advertência temporária de um ano no valor de vinte dólares, financiada por seus novos parceiros de negócios.

 

Em 28 de dezembro de 1871, Meucci teve a advertência legal de número 3335, "Sound Telegraph", do Escritório de Patentes dos Estados Unidos, que dá um breve

descrição da invenção. Dada a baixa taxa da ressalva, o advogado ditou a especificação da ressalva em meia hora e não incluiu algumas informações importantes. Meucci escreveu uma carta a seu advogado para tentar corrigir a imprecisão, mas o advogado não levou em consideração suas sugestões, garantindo a Meucci que a advertência resumida forneceria proteção suficiente.  

 

A Telettrofono Company viveu pouco tempo, colapsando depois que dois dos sócios deixaram os Estados Unidos, retiraram suas ações e o terceiro morreu no ano seguinte.  

 

Comunicação Subaquática  

 

Em 1872-1873, a pedido de William Carroll, um mergulhador, Meucci construiu um telefone marinho especial para permitir que um mergulhador se comunique com a nave-mãe enquanto está debaixo d'água. Em 8 de julho de 1880, Meucci entrou com um pedido de patente para este dispositivo.

 

Western Union Telegraph

 

No verão de 1872, Meucci e seu amigo Angelo Bertolino foram a Edward B. Grant, vice-presidente da Western Union Telegraph Company de Nova York, para pedir permissão para testar seu aparelho telefônico no

empresas de linhas telegráficas. Ele deu a Grant uma descrição de seu protótipo e uma cópia de sua advertência, encorajado por Grant de que ele seria contatado em breve para o teste. Horas de espera transformaram-se em dias. Tão furioso com essa traição de confiança, Meucci manteve uma vigília no Sindicato, tornando-se uma monstruosidade irritante. Em 1874, após dois anos de visitas repetidas

pedindo seus modelos e documentação, Grant finalmente respondeu que todos os materiais de Meucci haviam sido perdidos.

 

Em 28 de dezembro de 1874, a advertência de Meucci expirou. Em 1876, Alexander Graham Bell, um funcionário que trabalhava nos laboratórios da Western Union,

é concedida uma patente no telefone. Meucci protestou repetidamente, enviando cartas aos jornais, reivindicando a invenção como sua.

 

O julgamento

 

Em março de 1886, Bell foi levado ao tribunal no caso "O Governo dos Estados Unidos contra Alexander Graham Bell e a Bell Company", por fraude, conluio e engano na obtenção da patente.  

 

O julgamento durou 11 anos, encerrando-se em 1897 devido à morte do juiz presidente e também porque a patente de Bell havia expirado. Isso não deixou vencedores ou perdedores, exceto para os advogados que receberam quantias significativas durante aqueles anos.  

 

Em 1886, dois dias após o início do caso Governo vs. Bell, a Bell Telephone Company iniciou outro julgamento, "O Governo dos Estados Unidos vs. Antonio Meucci", que, se julgado rapidamente, criaria uma situação de res adjudicata no primeiro tentativas. Claramente, isso significava que, se um caso já tivesse sido julgado, um caso semelhante não poderia ser julgado novamente.  

 

Meucci limitou as evidências existentes para provar sua prioridade do telefone eletromagnético. Seus modelos foram vendidos e depois perdidos na Western Union. Além disso, o artigo de jornal que descreve seu trabalho no L'Eco d'Italia parece ter sido destruído em um incêndio e nenhuma cópia pôde ser encontrada. Como resultado, Meucci teve que recontar no tribunal o que escreveu para o jornal.

 

Uma das evidências mais importantes foi o Memorandum Book de Meucci, produzido pela Rider & Clark, que registrou desenhos e registros de 1862 a 1882. No julgamento, Meucci foi acusado de ter produzido registros após a invenção de Bell e os retroatualizou. Como prova, o promotor apresentou o fato de que a Rider & Clark foi fundada apenas em 1863. No julgamento,

Meucci disse que o próprio William E. Rider, um dos proprietários, havia lhe dado uma cópia do Livro do Memorando em 1862. O juiz, um conhecido

proponente da política anti-imigração, não acreditou nele.  

 

Em 19 de julho de 1887, o juiz William Wallace no caso "The US Government vs. Antonio Meucci" decidiu a favor de Bell. A decisão de Wallace afirmou que Meucci não foi capaz de fornecer evidências adequadas, a partir da advertência ou de outra forma, que continham elementos de um telefone elétrico que lhe daria a mesma prioridade ou interferiria com a patente da Bell. Wallace também refutou que Meucci entendia os princípios-chave da invenção, descrevendo o sistema de Meucci como um elaborado "telefone de fio". Ele concluiu ainda que Meucci estava deliberadamente envolvido em tentativas de fraudar investidores.

 

Ao longo do resto de sua vida, sem um tostão em Staten Island, Meucci manteve a resolução confiante do trabalho de sua vida: "... o telefone

que eu inventei e que primeiro dei a conhecer e que, como você sabe, foi roubado de mim. "  

 

Em 11 de junho de 2002, muito depois de sua morte, o Congresso dos Estados Unidos aprovou a Resolução 269 da Câmara, apresentada pelo deputado Vito Fossella de Staten Island, que reconhece a vida e as realizações de Antonio Meucci e seu trabalho na invenção do telefone.

Chi era Antonio Meucci?
L'inventore Italiano

Antonio Meucci fu un prolifico inventore e scienziato italiano, conosciuto soprattutto per l'invenzione, nel 1857, di un apparecchio di trasmissione della voce. Molti pensano che l'invenzione del telefono dovrebbe essere attribuita a lui.

Figlio di Amatis Meucci e Maria Domenica Bebi, Antonio Meucci nacque a Firenze il 13 de abril de 1808. Lì frequentò l'Accademia di Belle Arti, pomba studiò chimica e ingegneria meccanica e em particular elettrologia. Queste materie costituirono le basi per la sua futura carriera di inventore.

Nel 1833 Meucci cercava un'occupazione che non fosse opprimente e che potesse diventare una fonte di nuove idée, iniziò assim a cercare un posto di lavoro nell'ambiente teatrale. Accettò un posto ben remunerato al Teatro della Pergola, a Firenze, vem assistente del capo macchinista Artemio Canovetti. Fu proprio a teatro che conobbe a costumista Ester Mochi, em 7 de agosto de 1834, nella chiesa de Santa Maria Novella em Firenze, divenne sua moglie.
 

Avana, Cuba  


Nell'ottobre 1835, Meucci e sua moglie lasciarono Firenze per non tornarvi mai più. Emigrarono a Cuba. Lavorarono entrambi al Gran Teatro de Tacón, Antonio vem sovrintendente técnico ed Ester como capo costumista.

E così l'Avana divenne la nuova dimora dei coniugi Meucci. Lì Antonio si dedicò a numerose ricerche e sperimentazioni, sviluppando un nuovo metodo di galvanoplastica dei metalli. Questo nuovo metodo fu application all strumentazioni dell'esercito cubano, rendendo famoso Meucci and facendolo riconoscere come un ricercatore scientifico in grado di sviluppare nuove tecnologie. Durante il soggiorno all'Avana, Meucci inventou um sistema de purificação do acqua che venne usado no Gran Teatro de Tacón para tornar o acqua potabile e para alimentar um sistema de fontane.

La decisione di trasferirsi all'Avana era stata dunque buona. Un Meucci giovane e sognatore apprezzò la natura ispiratrice and affascinante della vita lavorativa no teatro. L'accoglienza sincera e l'apprezzamento devoto contribuirono a rendere felice la vita della giovane coppia. 
Meucci era affascinato dalle condizioni fisiologiche e all risposte del corpo a stimoli elettrici and cominciò assim a studiare "elettro-medicina", materia ai tempi abitualmente praticata sia na Europa que nel continente americano. Grazie a queste sperimentazioni, sviluppò un metodo in cui usava brevi impulsi elettrici per il trattamento del dolore con l'intento di curare le malattie.

Una rivelazione straordinaria si ebbe quando un uomo che soffriva di emicrania si rivolse a Meucci. Questi pose un piccolo elettrodo di rame sulla lingua del paziente e sulla propria e mandò una leggera scossa elettrica al paziente. Meucci sentì il grido di sorpresa dell'uomo nella sua stessa bocca, scoprendo quello che fu poi chiamato effetto "elettrofonico" ou il fenomeno sucessivamente noto como "fisiofonia". L'uomo lo ringraziò e se ne andò guarito dalla sua emicrania.

Meucci dimostrò ripetutamente il fenomeno fisiofonico. I pazienti, sperimentando l'effetto ormai noto, rimanevano sbigottiti. Sviluppando ulteriormente questa scoperta, Meucci arrivò a concepire il primo sistema telefonico nel 1849, quando Alexander Bell aveva solo due anni.


Staten Island, NY - EUA

 

Quando il "Nuovo Mondo" aprì le frontiere agli emigranti europei, per coloro che arrivavano per lavorare e vivere lì non c'era alcuna certezza. Le famiglie influenti ei burocrati disprezzavano gli "stranieri" e se ne sentivano minacciati, pertanto posero in essere una legislazione atta a limitare l'ascesa sociale dei nuovi arrivati, creando la "classe media" che esiste ancora oggi.

Nel 1850 Meucci e sua moglie lasciarono l'Avana ed emigrarono negli Stati Uniti, Stabilendosi a Rosebank, um quartiere di Staten Island, New York, dove vissero per il resto della loro vita. Meucci sviluppò una formula per la creazione di candele senza fumo and aprì, nella sua proprietà, una piccola fabbrica per la loro produzione. La vendita di queste candele senza fumo ai vicini, all parrocchie ai negozi generava un piccolo introito che gli permetteva di sopravvivere.

Già da allora Ester era immobilizzata a causa di una forte artrite e per questo confinata a letto. Por poter parlare con lei, Meucci instalou um piccolo sistema teletrofonico che collegava a estrofe de Ester con la piccola fabbrichetta. Fu proprio a Rosenbank, Staten Island che sviluppò e perfezionò il suo teletrofono.

Per potersi permettere dei piccolo lussi, Meucci ed Ester, dovevano di tanto in tanto prendere dei pensionanti. Quando Giuseppe Garibaldi, che divenne poi l'Eroe dei Due Mondi, fu esiliato dall'Italia, andò a vivere dai Meucci. Tra i due si sviluppò una forte amicizia ed insieme andavano a pescare e cacciare nelle campagne di Staten Island. Insieme a Garibaldi, Meucci produceva candele e altri prodotti che permettevano il sostentamento loro e di altri.
 

Il primo telefono elettromagnetico

 

Meucci sperimentò in modo systemtico i vari mezzi possibili per trasmettere la voce attraverso vibrazioni elettriche. Dal 1850 a 1862 sviluppò mais de 30 modelli, com 12 variantes diversas. I primi modelli utilizzavano il principio dell'anello vibrante scoperto a l'Avana.
Sucessivamente, ai coni di carta si sostituirono dei cilindri di latta per aumentare la risonanza. Meucci fece esperimenti con membrana sottili, messe in vibrazione per contatto con le strisce di rame vibrante in un model símile al telefono che conosciamo.

A questo punto il teletrofono era um aparelho completo, maneggevole, a forma di tazza. Meucci conservò gli schemi, gli appunti ei modelli comprovanti il successo dei suoi progetti. Nel 1858, il pittore Nestore Corradi disegnò una scena che illustrava la comunicazione a distanza, chiamata comunemente "Il disegno di Corradi".

Solo per mancanza di fondi, Meucci non poté fare dimostrazioni su vasta scala del suo sistema rivoluzionario. Oltre a ciò, i pregiudizi verso la sua nazionalità gli impedirono di far conoscere la sua invenzione ai finanziatori newyorkesi, così che egli si rivolse ai propri connazionali per aiuto.

Iniziò a cercare finanziatori na Itália. Nel 1861 Meucci offrì una dimostrazione a distanza, presentando un famoso cantante d'opera italiano, che gli procurò una notevole attenzione e che fu pubblicata nell "Eco d'Italia", un giornale italiano di New York. Sfortunatamente, le guerre del Risorgimento distrassero i potenziali investitori e resero quase impossibile ottenere i finanziamenti nei quali aveva sperato.

 

Bancarotta

 

Nel 1861, Meucci, ridotto in povertà dai processi intentati contro di lui da collezionisti disonesti, dovette ipotecare la casa di Staten Island. L'acquirente gli permise di continuare a vivere nell'abitazione senza dover pagare l'affitto, ma le loro risorse finanziarie si erano ridotte al punto che i Meucci iniziarono a vivere grazie ai sussidi sociali e all'aiuto degli amici.

Nel luglio 1871 durante a travessia de Manhattan em Staten Island, Meucci rimase gravemente ustionato dall'esplosione della macchina a vapore del traghetto Westfield. Rimase ricoverato per alcuni mesi in ospedale. Il suo estado de saudação e sua situação financeira erano tali che sua moglie Ester, por poter afrontar o povo, vendette i modelli originali del teletrofono a un rigattiere per 6 dollari.

 

La Teletrofono Company e il brevetto temporaneo


Durante a convalescença, Meucci fondò insieme ad Angelo Zilio Grandi (Segretario del Consolato Italiano a New York), Angelo Antonio Tremeschin (imprenditore), e Sereno GP Breguglia Tremeschin (uomo d'affari) la Compagnia Teletrofono. A obra de fundação foi registrada em 12 de dezembro de 1871 em Nova York por Angelo Bertolino. 

Meucci fu avvertito di non presentare niente sul mercato americano senza prima essersi protetto legalmente, o que significava que avrebbe avuto bisogno di un brevetto del costo de 250 dollari. Non potendosi permettere l'acquisto di tale brevetto, riuscì ad ottenere al costo di 20 dollari, finanziati dei suoi nuovi soci d'affari, un brevetto temporaneo. 

Il 28 dicembre 1871, Meucci ricevette dal US Patent Office il brevetto temporaneo nr. 3335, "Telegrafo con suono", che descriveva brevemente l'invenzione. Vista l'economicità del brevetto temporaneo, l'avvocato dettò le specifiche del brevetto em solo mezz'ora tralasciando molte informazioni importanti. Meucci scrisse una lettera al suo avvocato per cercare di correggere le imprecisioni, ma questi non prese in considerazione i suoi suggerimenti, assicurandolo che il brevetto abreviato lo avrebbe protetto suficiente.

La Teletrofono Company durò poco. Dopo che due dei soci lasciarono gli Stati Uniti, ritirando le loro quote e la morte del terzo socio, l'anno successivo, la ditta chiuse.  

 

Comunicazione sott'acqua  

 

Nel 1872-1873, a seguito della richiesta del sub William Carroll, Meucci costruì un telefono speciale che permetteva al sub, mentre era sott'acqua, di comunicare con la nave. L'8 luglio 1880 Meucci inoltrò la domanda di brevetto para este apparecchio.

 

La Western Union Telegraph

 

Nell'estate 1872, Meucci and il suo amico Angelo Bertolino si presentarono de Edward B. Grant, Vice-Presidente della Western Union Telegraph Company de Nova York, per chiedere il permesso di poter testare l'aparecchio telefonico sulle linee telegrafiche della ditta. Meucci, incoraggiato da Grant, che gli promet che da lì a breve sarebbe stato contattato para una dimostrazione, lasciò una descrizione del suo prototipo e una copia del brevetto temporaneo. Le ore di attesa diventarono giorni. Infuriato per il tradimento subito, Meucci prese ad appostarsi nell'uffico della ditta, diventando presto una presenza indesiderata. Nel 1874, dopo due anni di continue visite da parte di Meucci atte a riavere indietro i modelli e la documentazione lasciati, Grant finalmente reagì, dicendo che il materiale era andato perduto.

Il 28 dicembre 1874 il brevetto temporaneo di Meucci scadde. Nel 1876 ad Alexander Graham Bell, um impiegato dei laboratori della Western Union, venne rilasciato il brevetto del telefono. Meucci protestò tenacemente, inviando lettere ai giornali, rivendicando la paternità della sua invenzione.

 

Il processo

 

Nel marzo 1886, iniciado il processo a Bell nel caso "Il Governo Americano contro Alexander Graham Bell e la Bell Company", per frode, collusione 
e raggiro per il conseguimento del brevetto.

Il processo durò 11 anni, terminar nel 1897 a causa della morte del giudice e anche porque o brevetto di Bell era scaduto. Il caso rimase senza vincitori né vinti, eccetto per gli avvocati, che durante quegli anni si arricchirono.

Nel 1886, due giorni dopo l'avvio del processo "Governo Americano contro Bell", iniziò un altro processo, "Il Governo Americano contro Antonio Meucci", che, se terminato velocemente, avrebbe portato nell'altro processo a una sentenza di Passato in Giudicato. Ciò perché, se um caso é già stato giudicato, un caso analogo non può essere nuovamente giudicato. 

Meucci aveva poche provar per dimostrare che la sua scoperta del telefono elettromagnetico era precedente a quella di Bell. Eu suoi modelli erano stati prima venduti e poi persi alla Western Union. Inoltre l'articolo che descriveva il suo lavoro, pubblicato sull'Eco d'Italia risultò essere stato bruciato in un incendio e non se ne riuscì a trovare nessuna copia. Alla fine, Meucci dovette raccontare alla corte quello che aveva scritto allora per il quotidiano.

Una delle provou ser mais importante do Diario di Meucci, edito da Rider & Clark, que mostrava i disegni e le note dal 1862 al 1882. Nel processo Meucci fu accusato di aver prodotto tali note dopo l'invenzione di Bell e di averle retrodatate. A prova di ciò, l'avvocato dell'accusa dimostrò che la Rider & Clark era stata fondata solamente nel 1863. Meucci controbatté dicendo che William E. Rider, uno dei fondatori della ditta, gli aveva dato personalmente una copia del suo diario nel 1862 .
Il giudice, un noto sostenitore della politica anti-immigratoria, non gli credette. 

Il 19 luglio 1887, il giudice William Wallace no caso "Gli Stati Uniti contro Antonio Meucci" emise la sua sentenza in favore di Bell. Wallace dichiarò che Meucci non era in grado di presentare elementi enoughi, né nel brevetto temporaneo né altrove, che contenessero elementi di un telefono elettrico tali da costituire dei precedenti rispetto al brevetto di Bell.

Wallace confutò anche l'idea che Meucci conoscesse i principi chiave dell'invenzione, descrevendo l'apparecchio di Meucci como um telefono elaborado com fili. Conclua inoltre che Meucci era dolosamente coinvolto nel tentativo di frodare gli investitori.

Per tutto il resto della vita, senza il becco di un quattrino em Staten Island, Meucci si mantenne fiducioso nei confronti del lavoro della sua intera vita: "... il telefono che io ho inventado e per primo fatto conoscere e che, come sapete , mi fu rubato ".

L'11 luglio 2002, molto dopo la sua morte, il Senato approvò la risoluzione 269, presentata de Vito Fossella di Staten Island, che riconosce i risultati conseguiti de Antonio Meucci e seu ruolo nell'invenzione del telefono.